Teste da orelhinha

Teste da orelhinha

O desenvolvimento da comunicação oral é uma conquista esperada de forma ansiosa, no contexto familiar. É ouvindo os pais e demais membros da família, que a língua materna é aprendida. Este processo de aprendizagem se inicia a partir do quinto mês de gestação, quando o bebê vivencia suas primeiras experiências sonoras. Desta forma, se a criança é privada total ou parcialmente de ouvir, o desenvolvimento da linguagem e a interação social ficam prejudicadas.

Como identificar uma redução na audição do seu bebê, em tempo hábil?

A realização do “Teste da Orelhinha” (Emissões Otoacústicas) tem o objetivo de identificar precocemente a deficiência auditiva, sendo recomendado atualmente para todos os bebês, ainda na maternidade ou no primeiro mês de vida. É um exame totalmente indolor (não é necessário furar a orelha), rápido e seguro.

É importante realizá-lo em clínicas com equipamentos confiáveis e profissionais habilitados, uma vez que a interpretação errônea das respostas pode retardar o diagnóstico, impedindo que a criança se beneficie da intervenção precoce.

Hoje, o “Teste da Orelhinha” é um direito de cada brasileiro recém-nascido, previsto em lei. O diagnóstico precoce das deficiências auditivas e a intervenção precoce são o melhor tratamento para que estes bebês alcancem a máxima plenitude possível de sua capacidade auditiva.

Compartilhar?