Nódulos vocais

Nódulos vocais

Nódulos vocais são lesões benignas, bilaterais, de característica esbranquiçada ou levemente avermelhada, que se desenvolvem na região anterior das pregas vocais, decorrentes essencialmente do abuso vocal.

Os nódulos vocais representam o resultado de uma longa e rica história de alterações no comportamento vocal, com disfonia (rouquidão) de início nebuloso, com episódios de melhora e piora de acordo com o uso vocal. Tensão muscular é freqüentemente associada a essas lesões. Há também profissões consideradas de risco para o desenvolvimento de nódulos, particularmente as que envolvem atividades letivas para grupo de alunos.

No tratamento dos nódulos vocais a primeira opção é a reabilitação vocal (fonoterapia). A tendência moderna é não utilizar o repouso vocal, contudo, em casos selecionados, pode-se propor um repouso vocal modificado ou um uso de voz controlado e programado, o que visa à redução da sobrecarga fonatória. Pode ainda ser empregada a voz de higiene vocal ou iniciar o tratamento do paciente com a abordagem de voz confidencial, seguida pela terapia de ressonância, reduzindo assim o tempo de tratamento. A reabsorção dos nódulos depende do tipo de reabilitação vocal ministrada, que deve ser direta e objetiva, da dedicação do paciente aos exercícios propostos e da modificação do comportamento vocal inadequado. Quando o paciente consegue ser suficientemente orientado e conscientizado sobre a importância da reabilitação, dedicando-se aos exercícios e realizando as mudanças comportamentais sugeridas, os resultados são excelentes.

Compartilhar?